Filarmónica Aliança dos Prazeres - Pico da Pedra | Onde toca a banda?

Filarmónica Aliança dos Prazeres - Pico da Pedra

Fundada em 1958

Historial

A Filarmónica Aliança dos Prazeres, como o seu nome indica, foi fruto dos esforços para a fusão de duas bandas existentes na freguesia do Pico da Pedra, a Lira dos Prazeres, fundada em 1913 e a União dos Prazeres Micaelense, criada em 1921 e, ambas inactivas nos anos cinquenta. Desde meados dessa década de cinquenta, no Pico da Pedra começou a pensar-se na criação de uma nova Banda de Música, o que veio a acontecer alguns anos depois, após esfriarem as quezílias entre os partidários das extintas filarmónicas. A nova geração que pôs ombros à tarefa era constituída por: José da Silva Calisto, Álvaro Labão, Cristóvão de Aguiar e José Almeida Alves, sendo este último o primeiro maestro da Filarmónica Aliança dos Prazeres, fundada em 16 de Agosto de 1958. A Filarmónica faz hoje parte da Associação Cultural Recreativa e Desportiva do Pico da Pedra, criada em 1976, para coordenar as actividades culturais e outras na freguesia. Esta filarmónica, participou já em concursos de Bandas, tendo obtido boa classificação. Também gravou um LP, em 1980, e um CD, que foi lançado, durante a sua festa de aniversário, a 16 de Agosto de 2009. Ao longo de mais cinquenta e nove anos ao serviço da cultura, a Aliança dos Prazeres presta serviço em quase todas as localidades da Ilha de S. Miguel, participando em honra das festividades das freguesias e executando vários concertos. Marca também presença na Procissão em Honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres, onde proporciona alguns concertos durante estas festividades. Deslocou-se também às ilhas de Santa Maria (1980 - festas de Santo Espirito e em 1998 – festas do feriado do 15 de agosto); Pico (1981 – festas do Bom Jesus em S. Mateus e em 2011 – festas da Vila da Madalena); Terceira (2008 e 2014 para participar nas festa da cidade da Praia da Vitória; No ano de 2009, esteve nos Estados Unidos da América, onde participou nas grandes festas em honra do Divino Espírito Santo, em Fall River; em 2010, deslocou-se também ao continente, num intercâmbio com a Banda Corvalense, onde participou nas festas da localidade alentejana de São Pedro Corval e em 2017 deslocou-se novamente ao continente, num intercâmbio com a Filarmónica Simão da Veiga na localidade de Lavre, concelho de Montemor o Novo. Atualmente é composta por 45 elementos e tem como Presidente Diana Alves e como Maestro Carlos Sousa.

Última Atualização: 11/08/2019